Rugby: um esporte democrático e em crescimento

O Atibaia Rugby espera crescer com o esporte com a visibilidade da Copa do Mundo e com a volta nas Olimpíadas

Disputado em 120 países, o Rugby, está crescendo no nosso país. Tanto que nos últimos três anos, a seleção brasileira de Rugby pulou da 45º para 27º posição no ranking da International Rugby Board (IRB) na categoria Masculina Adulto. A seleção feminina é uma das principais da América Latina, a frente de países como Argentina, Uruguai e Chile, conhecidas como tradicionais.

Atibaia tem a sua equipe, o Atibaia Rugby Clube, fundado em 2009, muitos atletas passaram e outros continuam este trabalho para formar uma equipe e representar a cidade, como é o caso do Roberto Montaldi Filho, ou mais conhecido por Glicose, 29, capitão e presidente.

Entrei em 2011 para o ARC, vim do handebol. Tive um pouco de dificuldades no começo. No final o time acabou ficando na minha responsabilidade e estamos dando sequência neste trabalho – Disse o capitão.

Se aqui no Brasil ainda não é popular, no exterior o principal evento, a Copa do Mundo de Rugby é considerado o 3º maior evento esportivo do mundo, com a expectativa que mais de 4,2 bilhoes de pessoas estejam assistindo o evento neste ano. Além da modalidade “Rugby Seven” estará presente novamente nas Olimpíadas de 2016.

Para o capitão do time de Atibaia, o Rugby Seven pode trazer mais adeptos, já que será um esporte olímpico e mais fácil de acompanhar para os iniciantes.

Diferente da modalidade com 15 jogadores, o “Seven” não tem muito contato e é visualmente mais agradável para quem não conhece – comentou.

O time também já revelou talentos como Ralpho Ferreira, 29, que atualmente joga pelo São Bento Rugby, equipe que conquistou a Taça Prata do Acesso Paulista (3º divisão), o atibaiense foi o maior pontuador da competição. Além deste feito, o atleta foi o quinto maior pontuador do país. Também conquistou a Taça Prata de Beach Rugby com a equipe, fazendo 4 trys, na primeira participação da modalidade.

Foi um início rápido. Combinei de treinar com um amigo, no final das contas acabei indo sozinho e me destaquei nos treinos. Fui convocado para o próximo jogo e dizem que é só depois do primeiro jogo que você tem certeza se quer continuar no esporte ou não. E depois daquele jugo nunca mais larguei o Rugby. E aproveitando o espaço, gostaria de agradecer ao apoio e a confiança de todos que sempre tive no São Bento. Um grande abraço pra todos dessa família.

Ralpho passou por outras equipes antes de chegar no São Bento, como: Tatuapé Rugby e Paulistânia. Por três vezes na semana ele treina a parte física e tática com a equipe, mas também frequenta academia e corre para poder manter o bom ritmo.

Concordando com o capitão do time de Atibaia, em 2016 o esporte deve ganhar mais força, mesmo com as dificuldades enfrentadas como esporte amador:

 Atualmente o rugby vem se desenvolvendo de uma forma sólida e consistente, focado nos trabalhos em times de base. Em 2016 teremos uma boa exposição, pois a partir deste ano, o rugby será um esporte olímpico e as Olimpíadas acontecerão aqui no Brasil.

O respeito atravessa o muro da rivalidade neste esporte, tanto é que é de praxe a prática do terceiro tempo.

Uma curiosidade bacana para que não conhece o Rugby, é o Terceiro Tempo.ele é tratado como uma continuação do jogo e levado a sério. Após os dois tempos jogados dentro de campo, os jogadores, árbitros e a torcida se reúnem no terceiro tempo, que acontece na sede do time da casa ou em um bar, para confraternizar um momento de alegria e descontração, sempre regado a muita cerveja – Comentou Ralpho, que também citou a harmonia entre os rivais e que a rivalidade é deixado apenas no campo.

O Atibaia Rugby está se desenvolvendo, já que está virando uma associação, desta forma o presidente e capitão da equipe espera poder conseguir mais patrocínios:

Se transformando em uma associação, é mais fácil conseguir patrocínio, já que podemos incluir leis de incentivo ao esporte. A prefeitura apoia a equipe, mas ainda falta um pouco de atenção para o desenvolvimento, assim como muitos esportes alternativos no nosso país. Com o apoio da prefeitura, foi possível comprar o novo uniforme do time.

Se você se interessou em conhecer o esporte, pode assistir ou até mesmo treinar com o time de Atibaia, não importa se nunca teve nenhum contato com o esporte, o que se leva em consideração é a vontade, é um esporte democrático e todos podem participar. Aos domingos, a partir das nove e meia ao lado do Ginásio do Elefantão. Ou acesse a página no Facebook do Atibaia Rugby e acompanhem as novidades.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *