Mesmo com shows, festival de Verão de Atibaia é fisco de público

O Festival de Verão de Atibaia, que acontece até 31 de dezembro, tem uma programação variada de eventos, mas tem inúmeras falhas que fazem com que as atrações não recebam o público merecido. Os cachês dos artistas, no entanto, são altos.

Para testar a divulgação da programação, o Atibaia News fez uma breve pesquisa nessa quinta-feira, dia 21. No site e no Facebook da Prefeitura, nada consta devido às regras que devem ser seguidas no período eleitoral. Não há notícias no site e no Facebook oficial desde 2 de julho. Ao recorrer ao Google, é bem difícil conseguir achar um link com notícia do Festival.

A pessoa que quer ir a alguma apresentação faz como? Tem que “caçar” a informação da programação.

No Centro de Convenções, há uma cópia, em preto e branco, de um folheto com a programação completa. Ao ser perguntado, um funcionário do local alegou falta de verba para a divulgação.

Se não existe planejamento para se divulgar o evento, por que fazer? Os shows não são baratos para terem o que popularmente se fala “meia dúzia de gatos pingados”.

Na Imprensa Oficial saíram publicações sobre o pagamento de três shows do Festival de Verão. O show Divas Black Thulla Mello ficou R$ 16 mil. O show do Kiko Zambianchi (que os poucos que foram comentaram sobre a falta de público) também custou R$ 16 mil e o show da Banda Black Rio saiu por R$ 22 mil.

Esses são apenas uma pequena parte dos shows oferecidos. Os custos são altos. Além dos cachês, há de se lembrar a locação de estruturas como tendas (na Praça da Matriz tem uma enorme tenda), palco etc.

A atual gestão sempre deixou claro o pouco caso com a cultura do município, acabando com festivais de audiovisual, de cinema e outros eventos. Manteve o Festival de Verão, mas sempre colocando o evento como uma obrigação da agenda, sem dar atenção.

Não é o primeiro ano que a divulgação é falha, mas em 2020 a Prefeitura se superou na desorganização.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *