Ladrões voltam a fazer arrastes em ranchos da zona rural de Arealva

Nem mesmo o reforço no patrulhamento anunciado na semana passada pela Polícia Militar (PM) e as reuniões sobre segurança realizadas com moradores da zona rural de Arealva estão sendo suficientes para intimidar os ladrões de ranchos, que voltaram a fazer vítimas na madrugada de ontem. Desta vez, foram sete imóveis arrombados. De um deles, foi furtada uma TV antiga de 20 polegadas.

Com o “arrastão” de ontem, o número de loteamentos invadidos por criminosos já atinge a preocupante marca de quatro em apenas 17 dias, com 26 propriedades arrombadas. Em 13 delas, os donos sentiram falta de, pelo menos, um objeto de valor. As investigações estão sob o comando da Polícia Civil da cidade, com apoio da delegacia seccional de Bauru. No entanto, até ontem, nenhum acusado havia sido preso. Os bens furtados também não foram recuperados até o momento.

Os ranchos arrombados na madrugada de ontem estão localizados no loteamento Terra Roxa, no bairro Nova Marilândia, às margens do rio Tietê, próximo aos ranchos invadidos quando os arrastões tiveram início, na madrugada do dia 10 de maio. Apesar dos ladrões terem entrado em sete propriedades, foi registrado furto em apenas uma delas A polícia acredita que, nas demais, eles não tenham encontrado o que procuravam.

O sargento Adauto, comandante da PM em Arealva, revela que a polícia vem reforçando o patrulhamento na área rural de Arealva desde que as ações criminosas tiveram início. Na madrugada do dia 10 de maio, ladrões fizeram um verdadeiro “arrastão” no Loteamento Nova Marilândia, zona rural de Arealva.

Informações iniciais davam conta de que oito ranchos haviam sido invadidos, mas a Polícia Civil confirmou o arrombamento de seis propriedades. Em três delas, moradores relataram o furto de objetos de valor, entre eles motores de popa. Em um imóvel, o morador teve prejuízo de R$ 15 mil com o arrombamento de cinco portas e o furto de motor de popa, lavadora de alta pressão, micro-ondas, cortador de grama e bebedouro elétrico.

Na madrugada do dia 12, o alvo dos ladrões foi o loteamento Vale do Sol, próximo à Marilândia. Nesta ocorrência, oito propriedades foram arrombadas. Na madrugada do dia 17 de maio, os criminosos voltaram a agir, desta vez no Loteamento Primavera, que fica há cerca de quatro quilômetros da prainha da cidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *