Domingo, 22 de Julho de 2018
Início / Notícias / Esporte
Fonte:
21 de junho de 2018
Acha que pilates é fácil? Melhor pensar 2 vezes e fazer uma aula
Marcio Atalla

 

Crédito: iStock

Muitas pessoas tendem a colocar na mesma cesta, atividades de fisioterapia, RPG, pilates, etc. Todas elas são excelentes para recuperação de lesões, reorganização postural, pós-operatórios, mas o pilates não promove apenas esse beneficio. Também não se trata de uma terapia passiva, como podem ser o RPG e a fisioterapia. É de fato uma excelente atividade física de ganho de massa muscular. E para quem nunca fez, e acha que é moleza, eu diria que a primeira aula vai deixar memorias no corpo, em forma de cansaço muscular, por ter envolvido músculos, que nem lembrava que existia, em alguns exercícios.

Não é para menos. O criador do método, Joseph Pilates, era “casca grossa”. No final da Primeira Guerra Mundial, ele incentivava soldados alemães que eram presos e levados para campos de concentração, a se manterem ativos com suas séries de exercício. Os que estavam doentes e não conseguiam levantar, ele usou as molas das camas para criar outras formas de se exercitarem. Daí, surgiram todas as camas e aparelhos que ele criou usando as molas para criar resistência.

Por isso, assim como a ginastica localizada, a ginastica funcional e a musculação, o pilates também é uma excelente atividade para ganho de massa muscular, e não deve ser confundida com atividade leve para que “não gosta de pegar pesado”.

De fato, assim como a maior parte das atividades de força, não oferece benefícios cardiovasculares, como as atividades aeróbicas fazem. E também não promove um grande gasto calórico, mas ajuda na flexibilidade, postura, consciência corporal. E sim, deve fazer parte de uma combinação de atividades que temos em nossos dias.

É como sempre digo, o legal é combinar coisas que gostamos de fazer, e ter um leque de opções para escolhermos aquilo que gostamos mais de praticar. Criar um estilo de vida bacana, afinal como o próprio Joseph Pilates dizia: “hábitos incorretos são responsáveis pela maioria de nossas doenças, se não por todas elas”.

 

UOL

Compartilhe

0 Comentários

Escrever Comentário



(não será divulgado)







 
© 2009 MS NOTÍCIAS - Todos os direitos reservados