Sábado, 20 de Janeiro de 2018
Início / Notícias / Geral
Fonte:
11 de janeiro de 2018
Amazonas registra o segundo caso de sobrevivência por raiva humana no Brasil
Postado por Jessica Silva

 

Foto: Divulgação/PM

Com um trabalho sério e comprometido com a sociedade, o comando do 3º Batalhão Capitão Onderson Roberto Winkler, sediado na cidade de Dourados e responsável por mais 5 distritos do município e ainda pelos municípios de Itaporã, Caarapó, Laguna Carapã e Douradina, adotou nos últimos três anos uma filosofia de policiamento voltado a prevenção de crimes através do policiamento ostensivo preventivo, e especialmente em 2017, privilegiou ações agudas de prevenção como a abordagem policial a pessoas e veículos.

ESTRATÉGIAS E RESULTADOS

Outras estratégias também foram utilizadas como as operações de saturação (quando um determinado numero de viatura e policiais realizam ações e uma área específica) e blitz transito.

O resultado, especialmente no ano de 2017, foi que os policiais militares do 3º Batalhão realizaram 48.751 abordagens preventivas em toda a área de atuação da unidade, número esse que representa aproximadamente 10% de todas as abordagens realizadas pela Polícia Militar no Estado de Mato Grosso do Sul em seus 79 municípios.

 

PESSOAS PRESAS

Com tais ações, o numero de pessoas encaminhadas para as delegacias da região também aumentaram, sendo que em 2017 o numero de pessoas encaminhadas para realização do TCO (Termo Circunstanciado de Ocorrência) foram de 1.516.

O número de prisões em flagrante pelos policiais do 3º B PM foram de 1.042 e de 482 foragidos da justiça capturados durante as abordagens preventivas.

Na mesma vertente de prevenção, foram realizadas 1.121 rondas escolares e 81 palestras preventivas sobre os mais variados temas, como drogas, violência, transito, Lei Maria da Penha, além de palestras motivacionais.

 

TRÂNSITO E ACIDENTES

A repressão a crimes e infrações de trânsito na região, devido ao número de acidentes verificados principalmente na região central de Dourados, também foi um dos índices que mais cresceram no ano de 2017, com a expedição de 11.952 autos de infração e o recolhimento de 1.232 veículos ao DETRAN.

 

NARCOTRÁFICO

No combate ao narcotráfico que passa por nossa região, os números foram altamente positivos e trouxeram um prejuízo de mais de 20 milhões de reais aos criminosos que usam essa rota e aos traficantes “caseiros” que são os responsáveis por “bocas de fumo” na cidade.

Só no ano de 2017 foram mais de 100 “bocas de fumo” desarticuladas em Dourados, sendo que a maior parte desse trabalho se deve ao serviço de inteligência do 3º BPM, que tem monitorado os criminosos, suas rotinas e os locais de comercio das drogas.

 

ARMAS DE FOGO

Através do planejamento operacional, inteligência e abordagens, foram retiradas das ruas de Dourados e da área do 3º BPM, 107 armas de fogo como revolveres, pistolas e espingardas, além armas artesanais e modificadas.

VEÍCULOS RECUPERADOS

Através de checagens e vistorias a veículos, bem como ações coordenadas e compartilhamento de informações entre os órgãos de segurança da fronteira e de todo o Brasil, foi possível efetivar na área do 3º BPM, a recuperação de 253 veículos com queixa de roubo/furto dentro e fora do estado.

Para o comandante do 3º BPM, o tenente coronel PM Carlos Silva, a principal ferramenta de combate ao crime são policiais militares comprometidos e motivados.

Compartilhe

0 Comentários

Escrever Comentário



(não será divulgado)







 
© 2009 MS NOTÍCIAS - Todos os direitos reservados