Sábado, 16 de Dezembro de 2017
Início / Notícias / Educação
Fonte:
5 de dezembro de 2017
Cursos das áreas do agronegócio e sistemas de informação são opções do IFMS em Nova Andradina
Em 2018, Campus Nova Andradina do IFMS vai abrir 120 vagas para os cursos superiores de Agronomia, Análise e Desenvolvimento de Sistemas e Produção de Grãos. Ingresso será pelo Sisu
Postado por Jessica Silva

 

O Campus Nova Andradina do Instituto Federal de Mato Grosso do Sul (IFMS) - primeiro da instituição a entrar em funcionamento, em fevereiro de 2010 - conta, atualmente, com três opções de cursos superiores: bacharelado em Agronomia, tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas e tecnologia em Produção de Grãos. 

Em 2018, serão ofertadas 120 vagas, sendo 40 para cada curso. Para concorrer, o candidato que participou do último Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) deverá se inscrever no Sistema de Seleção Unificada (Sisu). 

Os cursos superiores de Agronomia e de Produção de Grãos estão voltados ao setor do agronegócio, base da economia do município. O diretor-geral do Campus Nova Andradina, Claudio Zarate Sanavria, explica que as opções atendem à demanda regional de profissionais na área.


“Até a implantação do IFMS no município, muitos estudantes buscavam formação na área de agrárias em outras cidades e até em outros Estados. Uma vez formados, esses profissionais dificilmente retornavam para Nova Andradina, gerando uma considerável demanda. Dessa forma, os cursos superiores do Instituto Federal atendem a esse anseio local e permitem que a cidade não perca seus talentos”, explicou o diretor-geral.

Produção de Grãos começou a ser ofertado em 2014. Com conceito 4 na última avaliação do Ministério da Educação (MEC), o curso é oferecido no período matutino e tem duração de três anos. 

Na graduação, o estudante recebe qualificação para ser responsável pelos sistemas de produção de grãos desde o plantio, passando pela colheita, armazenamento, industrialização e comercialização. 

O profissional pode atuar na distribuição logística dos grãos, no gerenciamento o controle de qualidade e na elaboração de projetos de produção para pequenas e grandes propriedades rurais, além de oferecer consultorias e trabalhar em instituições de ensino em sua área de atuação.

 

A primeira turma do bacharelado em Agronomia foi aberta em 2015. Com aulas de manhã e à tarde, o curso tem duração de cinco anos e disciplinas voltadas à atuação em todos os segmentos das cadeias produtivas do agronegócio. 

Entre as atividades desenvolvidas pelos engenheiros agrônomos estão projetar, coordenar, analisar, fiscalizar, assessorar, supervisionar e especificar projetos agroindustriais e do agronegócio, realizar vistorias, perícias, avaliações, laudos e pareceres técnicos, além de produzir, conservar e comercializar alimentos, fibras e outros produtos.

Sistemas de Informação – A outra opção em Nova Andradina é o curso superior de tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas, que começou as atividades em 2011, sendo a primeira graduação do IFMS no município. Com duração de três anos, as aulas são realizadas no período noturno. 

O profissional da área realiza a programação e cria softwares para equipamentos, estando apto a analisar, projetar, documentar, especificar, testar, implantar e manter sistemas computacionais, além de gerenciar projetos, analisar e desenvolver soluções por meio de recursos de sistemas de informação. 

Sanavria destaca que a formação de profissionais na área é uma demanda que perpassa por quase todas as regiões brasileiras. “O setor de serviços é forte em Nova Andradina e região e, dessa maneira, necessita da implantação de sistemas de informação que melhorem sua produtividade e permita tomadas de decisão que aumentem seu lucro”. 

“Os analistas de sistemas são profissionais essenciais para o atendimento dessa demanda e a formação também permite que trabalhem à distância, atendendo clientes em diversas regiões sem sair de Nova Andradina”, complementa. 


Convergência – O diretor-geral informa ainda que o tecnólogo em Análise e Desenvolvimento de Sistemas desenvolve habilidades e competências para atuar em qualquer ramo de negócio, analisando suas necessidades funcionais e propondo soluções computacionais para o melhor gerenciamento de seus dados e tomada de decisão por meio de sistemas de informação. 

Dessa forma, é possível que os cursos ofertados pelo IFMS em Nova Andradina, mesmo pertencentes a áreas diferentes, dialoguem, de maneira a suprir suas necessidades.

“A área de ciências agrárias é uma das grandes beneficiadas pelo desenvolvimento e implantação de sistemas computacionais em suas mais diversas áreas de produção. Em Nova Andradina, procuramos ao máximo direcionar as ações de pesquisa para a aplicação das tecnologias no agronegócio”, comentou Sanavria.

Infraestrutura – Atualmente, o Campus Nova Andradina concentra as aulas dos cursos de graduação na própria unidade, que fica na Rodovia MS–473, km 23, s/nº, no campus da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS) e no Centro Municipal de Inclusão Digital (Cemid), onde é oferecido Análise e Desenvolvimento de Sistemas. 

Está prevista a implantação de novas instalações que vão atender os cursos de ciências agrárias, dentre as quais laboratórios de solos, entomologia, fitopatologia e geoprocessamento. 

O Plano de Desenvolvimento do Campus Nova Andradina (PDC) prevê a consolidação dos cursos já existentes,  e visa a implantação futura de cursos de pós-graduação lato sensu (especialização) e strictu sensu (mestrado e doutorado). 

Outras vagas no IFMS – Serão ofertadas mil vagas na graduação para o primeiro semestre de 2018. A oferta é 33% maior em comparação ao ano anterior, quando a instituição abriu 750 vagas para cursos superiores. 

Serão oferecidas nove opções de cursos superiores de tecnologia, cinco de bacharelado e duas licenciaturas com vagas em Aquidauana, Campo Grande, Corumbá, Coxim, Dourados, Jardim, Naviraí, Nova Andradina, Ponta Porã e Três Lagoas. Saiba mais sobre os cursos de graduação do IFMS. 

O edital do IFMS com a oferta de vagas na graduação e as regras do processo seletivo deverá ser publicado na segunda quinzena de dezembro no endereço www.ifms.edu.br/centraldeselecao

A previsão é que as inscrições no Sisu tenham início em janeiro. O cronograma ainda não foi divulgado pelo Ministério da Educação (MEC).

 

 

Ascom/IFMS

Compartilhe

0 Comentários

Escrever Comentário



(não será divulgado)







 
© 2009 MS NOTÍCIAS - Todos os direitos reservados