Sexta-feira, 20 de Outubro de 2017
Início / Notícias / Saúde
Fonte:
26 de abril de 2017
Homens e mulheres têm cérebros diferentes? Veja o que a ciência sabe
Postado por Jessica Silva

 

  • Neil Hall/Reuters

Há diferenças anatômicas entre os cérebros dos homens e das mulheres? Se existem, as diferenças influenciam na inteligência de cada sexo? De acordo com uma pesquisa publicada na revista Science, as discrepâncias existem. Contudo, são muito maiores as variações da anatomia cerebral entre os próprios homens.

Além disso, há mais semelhanças que diferenças cerebrais entre homens e mulheres, e não há nada que indique maior inteligência ligada a um dos sexos – a não ser um maior tamanho médio do córtex feminino, o que garantiria maior aptidão cognitiva.

O estudo não chegou a resultados que permitissem distinguir um homem de uma mulher apenas analisando imagens do cérebro, por mais detalhadas que fossem. A pesquisa se destaca por reunir grande quantidade de dados sobre o cérebro --informações de mais de 5 mil britânicos.

Quanto aos resultados efetivos, a equipe de Stuart Ritchie, psicólogo da Universidade de Edimburgo, observou a existência de características cerebrais distintas ligadas ao sexo. Corrigidas as diferenças relativas de tamanho entre homens e mulheres e as diferenças relacionadas à idade, as mulheres possuem córtex significativamente mais grosso do que os dos homens.

O córtex é a camada externa do cérebro que possui papel central em funções complexas como consciência, memória, atenção, linguagem, percepção e pensamento. 

Já os homens possuem maiores volumes cerebrais nas regiões subcorticais. Essas áreas do cérebro estão associadas à memória e à consciência espacial (hipocampo), às emoções (a amígdala), ao controle da inibição e do mecanismo de recompensa ligado a sensações de prazer. São áreas que configuram características menos "racionais". 

Anatomia cerebral do homem varia mais

Contudo, apesar de serem encontradas essas diferenças relacionadas ao sexo, chama mais atenção a variedade de espessura do córtex e de volume das regiões subcorticais que existe entre homens. Elas são muito maiores que a variação verificada entre as mulheres.

"Estudos prévios não encontram nenhuma diferença média na inteligência, mas indicam que homens possuem mais variações do que as mulheres", diz Ritchie. "Nosso estudo mostra que os cérebros dos homens são, na maioria das medidas, mais variáveis do que os cérebros das mulheres", completa.

Para o pesquisador, o estudo corrobora evidências de pesquisas anteriores que apontam para o fato de que os homens possuem variação anatômica, tanto física quanto da estrutura cerebral, maior que as mulheres.

Apesar dos padrões consistentes relacionados ao sexo, os pesquisadores também encontraram grande sobreposição de características cerebrais entre homens e mulheres. Exemplificando, assim como homens são em média mais altos que as mulheres, mas existem muitos homens e mulheres de alturas iguais, as características cerebrais dos homens são em média diferentes que o das mulheres, mas também se equiparam em grande medida. Isso sugere que os cérebros de ambos os sexos são muito mais semelhantes do que diferentes.

Estudo se destaca por amostra robusta

A equipe de Stuart Ritchie, psicólogo da Universidade de Edimburgo, debruçou-se sobre dados do UK Biobank, um banco de informações biomédicas de britânicos colhida ao longo de anos e que conta com cerca de de 500 mil participantes.

Ritchie usou imagens de ressonância magnética de 2.750 mulheres e 2.466 homens com idade entre 44 e 77 anos. Foram examinados os volumes de 68 regiões no cérebro, bem como a espessura do córtex cerebral.

 

UOL

Compartilhe

0 Comentários

Escrever Comentário



(não será divulgado)







 
© 2009 MS NOTÍCIAS - Todos os direitos reservados