Sexta-feira, 17 de Novembro de 2017
Início / Notícias / NOVELAS
Fonte:
30 de setembro de 2016
Último dia de Velho Chico tem sabotagens e morte; confira os desfechos
Postado por Jessica Silva

 

Marcelo Serrado (Carlos Eduardo) segue com maldades até o último capítulo de Velho Chico - Reprodução/TV Globo

Marcelo Serrado (Carlos Eduardo) segue com maldades até o último capítulo de Velho Chico. REPRODUÇÃO/TV GLOBO

A última semana de Velho Chico terá dois casamentos, duas sabotagens, o desaparecimento de Afrânio (Antonio Fagundes), sua reconciliação com Iolanda (Christiane Torloni), prisões de corruptos e a morte do vilão. Sem conflitos, os casais provarão que se amarão para sempre. Só Carlos Eduardo (Marcelo Serrado) vai tirar a novela da modorra, atacando mocinhos e bandidos. 

Os debates político e ecológico se manterão fortes até o último capítulo. A produção de orgânicos virará um negócio promissor, e os candidatos do coronelismo perderão nas urnas, com o povo votando consciente e dando a "vez" para o novo.  

Confira os principais desfechos da novela das nove da Globo: 

Gabriel Leone (Miguel) e Giullia Buscacio (Olívia) se casarão e terão casal de gêmeos. REPRODUÇÃO/TV GLOBO

 

Casados, pais de gêmeos e voltados à natureza

Os primeiros a terem seu destino selado serão Olívia (Giullia Buscacio) e Miguel (Gabriel Leone). "Grávidos", eles se casarão em uma cerimônia simples na fazenda Piatã e irão morar em um casebre nas terras que o agrônomo herdou de Encarnação (Selma Egrei). Conhecido como "cemitério de sal", esse local representará um desafio para os pombinhos. Eles não medirão forças para tornar o solo fértil e produtivo.

Com a ajuda de Ceci (Luci Pereira), Olívia e Miguel conhecerão o pajé da tribo que ocupava as terras antes dos Saruês tomarem tudo. O agrônomo fará um acordo de comodato com a tribo indígena, e depois devolverá as terras a eles. Nesse processo, assim que conseguir reverter o situação do solo, sua plantação sofrerá uma sabotagem. Carlos Eduardo soltará bois, que devorarão as mudas plantadas lá. 

Com a morte de Domingos Montagner nas águas do rio São Francisco no último dia 15, Miguel receberá a missão de levar adiante os sonhos de Belmiro (Chico Diaz) e capitão Rosa (Rodrigo Lombardi) no lugar do pai, Santo. Ele vai liderar os cooperados e fazer Grotas virar referência na produção de alimentos orgânicos. Afrânio também entregará a fazenda Nossa Senhora das Grotas nas mãos do neto.

Olívia (Giullia Buscacio) dará à luz após uma passagem de tempo de seis meses. Ela terá um casal de gêmeos, que receberão os nomes de Miro e Rosa. Depois, essas crianças já aparecerão com cinco anos.

 

Camila Pitanga (Tereza) sobe ao altar com personagem de Domingos Montagner (Santo) REPRODUÇÃO/TV GLOBO 

 

Vítimas de vilanias até o final

Antes de se casar com Tereza (Camila Pitanga), Santo sofrerá um golpe duro de Carlos Eduardo, mas dará a volta por cima mais uma vez. O político mandará sabotar a bomba de irrigação das plantações na fazenda Piatã. O agricultor ficará sem chão, pois terá dado a fazenda da família como garantia do empréstimo que fez no banco.

Só que, com criatividade e conhecimento, ele tirará das bananeiras água para hidratar o solo, cortando árvore por árvore para extrair líquido. Ele e Tereza passarão a morar juntos com toda a família Dos Anjos, graças a Luzia (Lucy Alves). A dona de casa trocará de moradia com o ex-marido para facilitar a vida dele. 

O casamento de Santo com Tereza terá fogos de artifício, clipes com imagens da trajetória do casal e um discurso poético sobre o amor. Montagner não gravou essas cenas. Mesmo assim, recursos dramatúrgicos e de edição, como a câmera subjetiva (postada no lugar do ator) e flashbacks, farão o público sentir a "presença" de Santo. Ele aparecerá no altar, beijará Tereza e terá até uma fala, que já foi dita em outro momento da novela. "Sonhei tanto com esse dia que custo a acreditá que tenha chegado", dirá quando a noiva subir ao altar.

 

Após vencer eleição para prefeita, Dira Paes (Beatriz) passa a enfrentar a fúria do vilão.  CAUIÁ FRANCO/TV GLOBO

 

Mulheres no poder

Tereza virará "presidenta" da cooperativa e fechará contrato com uma rede de supermercados para o fornecimento de produtos orgânicos, transformando-o em um negócio promissor. Já Luzia, redimida e perdoada pelo passado mentiroso e traiçoeiro, se consagrará como uma boa mãe, além de uma mulher recatada e do lar.

Beatriz (Dira Paes) ganhará a eleição para prefeita, e Bento (Irandhir Santos) se reelegerá, arrastando ainda outros vereadores de seu partido para dentro da Câmara Municipal. O povo vibrará e comemorará a virada dela nas urnas.

Logo depois da vitória, a professora verá que sua vida não será fácil. Ela brigará com Carlos Eduardo em praça pública. Ele tentará fazer as pessoas acreditarem que Beatriz vai favorecer a cooperativa da família Dos Anjos por anunciar que a merenda escolar contará com produtos orgânicos. No último capítulo, Beatriz surgirá grávida de Bento. 

Recomeço sem peruca e fantasia

Em busca de Martim (Lee Taylor) pelo rio São Francisco, Afrânio acabará se encontrando e indo ao encontro de Iolanda (Christiane Torloni) nessa jornada. Ele exorcizará seus demônios, "matará" o Saruê ao mergulhar no rio. Essa passagem o deixará livre do coronel até no figurino. Ele perderá a peruca e as roupas berrantes. Quando surgir de novo em cena, o pai de Tereza estará de cabelos brancos e usando roupas sóbrias.

Haverá uma passagem de alguns dias nos roteiros da última semana. Seu sumiço nas águas do rio vai deixar todos preocupados. Ele só reaparecerá em Salvador, onde Iolanda estará fazendo show ao lado de Amadeu (Juan Alba), com casa lotada. O coração dela vai parar ao ver Afrânio com uma rosa, assim como no primeiro capítulo da novela das nove. Antes disso, Amadeu até tentará ter algo com a cantora, mas ela não lhe dará chance.

Arrependido, o coronel procurará o Ministério Público em Salvador, acompanhado de um advogado. Ele fará um acordo de delação premiada e contará tudo o que sabe sobre o esquema de fraudes em licitações e desvios de recursos públicos. Afrânio não aparecerá sendo preso. Irá para sua fazenda, entregará a agentes da Polícia Federal os documentos que Carlos Eduardo usou para chantageá-lo. Depois, ele surgirá após a primeira passagem de tempo no casamento de Tereza, levando a filha ao altar. Na última cena, o coronel almoçará com sua família e a Dos Anjos.

Vida após a morte

Depois de passar mais de uma semana vagando pelo rio no barco fantasma Gaiola Encantado, Martim descobrirá que morreu. Ele se lembrará da perseguição de Carlos Eduardo, dos tiros arderem em seu corpo e de cair no rio. Toda a raiva cultivada pelos Saruês já terá se dizimado durante a "viagem".

Ao saber que Afrânio foi o único que não se conformou com sua partida, ele sentirá remorso por não ter abraçado o pai antes de partir. Ele se lembrará de um momento de afeto entre eles e entenderá que cumpriu também sua missão na Terra. Mas o fotógrafo voltará a aparecer no final do último capítulo. A bordo do barco fantasma, ele não acreditará no que está vendo: as famílias rivais Sá Ribeiro e Dos Anjos felizes e juntas em um almoço, com uma nova geração fruto dessa união brincando e correndo em volta de Afrânio. 

Malvado até o último capítulo

O vilão Carlos Eduardo (Marcelo Serrado) ficará sozinho na fazenda de Afrânio, seu candidato perderá a eleição e até as duas sabotagens que mandará fazer na fazenda de Santo e nas terras de Miguel serão superadas. Queiroz (Batoré) será seu único parceiro nesta reta final. Planejando mais uma armação contra os rivais, ele será pego de surpresa com a delação do ex-sogro.

O vilão da trama, que demorou bastante a dizer a que veio, será avisado por Queiroz (Batoré) que Afrânio delatou todo esquema que eles participavam à Polícia Federal. Ele jogará malas de dinheiro e seu passaporte em seu carro. Fugirá enlouquecido, mas ficará sem gasolina em uma estrada de terra. O deputado dará um jeito de comprar o jegue de um sertanejo. Ele passará dias andando pela caatinga, perdido. No final, terá alucinações e morrerá.

Para mostrar que os "maus" não têm vez, o último capítulo exterminará a corrupção na fictícia cidade de Grotas de São Francisco. O prefeito Raimundo (Saulo Laranjeira) e o secretário de segurança Queiroz (Batoré) serão encurralados na prefeitura pelo povo após Afrânio aparecer na TV denunciando o esquema de fraudes. Os dois atearão fogo nas provas dos crimes de caixa dois e desvio de verbas, mas sairão algemados sob aplausos e vaias inflamados dos cidadãos.

Moda e vida nova em Paris

Sophie (Yara Charry) será convidada para voltar a trabalhar na França, algo bom para o negócio de exportação da associação de rendeiras. Para não deixar Lucas (Lucas Veloso), ela encontrará uma solução para seu dilema em Isabel (Rayza Alcântara). A jovem vai começar a se preparar para estudar moda em Paris e trabalhar representando Sophie lá. A garota levará a mãe junto com ela.

Cantoria no bar e a libertação de Cícero

Dalva (Mariene de Castro) passará a cantar acompanhada de um sanfoneiro mirim no bar de Chico Criatura (Gésio Amadeu). Ela sofrerá um pouco por Cícero (Marcos Palmeira), que sairá acompanhando Afrânio atrás de Martim. No último capítulo, o casal vai se reconciliar, comprar um carro e cair no mundo como a empregada sempre desejou.

Cícero só aceitará deixar o patrão quando ele mandar: "Não tem mais nem menos! Vá pegar aquela moleca e viver a vida ao lado dela! É uma ordem", esbrevejará o coronel. Com uma sanfoma, Cícero, então passará a acompanhar os shows de Dalva.

UOL

Compartilhe

0 Comentários

Escrever Comentário



(não será divulgado)







 
© 2009 MS NOTÍCIAS - Todos os direitos reservados