Sexta-feira, 23 de Junho de 2017
Início / Notícias / Geral
Fonte:
26 de abril de 2017
Jovens estudam juntos e passam em 21 cursos de medicina
Aos 18 anos, Lucas e Isadora estudaram juntos e conseguiram aprovações. Ele foi aprovado em 10 cursos; ela passou em 11 universidades.
Postado por Jessica Silva

 

Dois jovens de Marcelino Ramos, município da Região Norte do Rio Grande do Sul, não desistiram após a primeira reprovação no vestibular. Eles decidiram estudar juntos e viram seus nomes no listão de mais de 20 cursos de medicina, inclusive em uma das instituições mais disputadas do estado.

Aos 18 anos, Lucas e Isadora se conheceram na sala de aula e dividem o mesmo objetivo: cursar medicina em uma universidade pública. Depois de serem reprovados, passaram a estudar juntos. O resultado foi recompensador.

Lucas, 18 anos, foi aprovado em 10 cursos de medicina (Foto: Reprodução/RBS TV)Lucas, 18 anos, foi aprovado em 10 cursos de
medicina (Foto: Reprodução/RBS TV)

Ele foi aprovado em 10 vestibulares de medicina, incluindo a Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), segunda instituição com mais cursos bem avaliados pelo Ministério da Educação (MEC). 

“Eu escolhi fazer na UFSC (Universidade Federal de Santa Catarina), que é a federal de Florianópolis. Eu até direcionei um pouco os estudos para a prova de lá e já tenho a escolha feita”, afirma.

Já Isadora passou em 11 universidades, e ficou em primeiro lugar geral na Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre. “Parecia que não tava acontecendo comigo”, relata.

 

Isadora lê cerca de 40 livros por ano (Foto: Reprodução/RBS TV)Isadora lê cerca de 40 livros por ano
(Foto: Reprodução/RBS TV)

Mas para a mãe de Isadora, a surpresa não foi tão grande assim. Segundo ela, a filha sempre manteve uma rigorosa rotina de estudos: lê, em média, 40 livros por ano.

“Com três anos ela já lia na cadeirinha, quando dava comidinha pra ela, tinha as letrinhas desenhadas. E ali ela começou a se alfabetizar, digamos assim”, conta a mãe Venilde Krebs.

A dica de sucesso é simples. “Estudar incansavelmente. É difícil, porque não pode desistir nunca”, indica Lucas. “Eu passava o dia inteiro no cursinho e chegava de noite e estudava o que eu pensava que ainda precisava”, diz Isadora.

 G1

Compartilhe

0 Comentários

Escrever Comentário



(não será divulgado)







 
© 2009 MS NOTÍCIAS - Todos os direitos reservados